Voltar

Resenha por Juliano Bonacini:

E eis que sete anos após seu último trabalho de estúdio, os finlandeses do IMPALED NAZARENE nos presenteiam com o seminal “Eight Headed Serpent” que já chega sendo um forte candidato ao titulo de melhor álbum de 2021 na humilde opinião desse que vos escreve. Formado no final de 1990 em Oulu, no norte da Finlândia pelos irmãos Mika e Kimmo Luttinen a banda já passou por várias formações, tragédias e polêmicas ao longo de trinta e um anos de carreira e treze álbuns de estúdio em todos tendo o insano Mika “Slutti666” Luttinen à frente nos vocais e incontestavelmente sempre mantendo a alta qualidade nos lançamentos. Sem dúvidas o  IMPALED NAZARENE é daquelas raras bandas que você pode afirmar categórico que não tem um álbum mediano, são todos sensacionais e essa regra é mais uma vez repetida em “Eight Headed Serpent” que despeja no mundo treze blasfêmias sonoras seguindo a formula já conhecida da banda, ou seja, um Black Metal violento, ríspido, totalmente “na cara” e encharcado daquela influência Crust\HC. A breve introdução  que abre o álbum é hilária e totalmente dentro do espírito descompromissado e da atitude “foda se” que a banda sempre demonstrou ao longo dos anos culminando na intensa faixa “Goat Of Mendes” que aliás foi escolhida para ser o primeiro single do álbum e saiu no ultimo dia 9 de abril em formato de 7″EP juntamente com uma regravação da faixa “The Horny and The Horned” originalmente presente no clássico “Ugra Karma” de 1993. Seguimos com a faixa titulo “Eight Headed Serpent” e o que percebemos foi um certo resgate dos vocais que a banda utilizava no inicio de sua carreira, ou seja um pouco menos agudos e mais fortes e agressivos, essa composição inclusive tem alguns backing vocais mais demoníacos lembrando de leve o que eles fizeram no EP “Goat Perversion” de 1992 e em seu primeiro trabalho “Tol Cormpt Norz Norz Norz” de 1993, eles voltam a utilizar esse recurso de uma forma muito mais carregada na ótima faixa “Unholy Necromancy”.Passamos pela áspera “Shock and Awe” e por “The Nonconformists” com seu climão mais Rock’nRoll meio a lá Motorhead ,a curta”The Octagon Order” tendo o trabalho de baixo de Arc V 666 como destaque,”Metastasizing And Changing Threat” candidata a faixa mais violenta do álbum com seus destruidores blast beats, “Debauchery and Decay” que é a melhor faixa do álbum em minha opinião e é totalmente embebida naquela pegada Crust maravilhosa que somente o IMPALED NAZARENE consegue misturar de forma tão magistral com seu Black Metal criando a quimera perfeita; seguimos ainda nessa atmosfera Crust\HC com “Human Cesspool”, menor música de “Eight Headed Serpent” e que evidencia em seus míseros cinquenta e nove segundos como uma faixa tão curta pode causar uma impressão tão forte na gente; a dobradinha “Apocalypse Pervertor” e “Triumphant Return Of The Antichrist” que mostram a veia mais Black Metal tradicional da banda, cru, direto e sem frescuras como a sonoridade pede, a já citada “Unholy Necromancy” com os vocais coléricos e desesperados de um Mika Luttinen se afogando em seu próprio sangue, a rápida e pervertida “Mutilation of The Nazarene Whore” que com sua pegada frenética e caótica contrasta totalmente com a quase Doom “Foulcault Pendulum” que fecha esse trabalho excepcional com sua cadência mais lenta, sua atmosfera mais melancólica e sua aura excruciante de uma forma perfeita e impecável.

Versão Slipcase exclusiva para o Brasil, sob licença da Osmose Prods.
Poster gratis para as primeiras 30 compras!

O lançamento de “Eight Headed Serpent” está previsto para o dia 09 de Agosto com envios a partir desta data.

Peso 0.150 kg