Voltar

Ouvir este álbum como um todo, desde o canto eslavo da igreja até a recitação decrépita da poesia de Paul Verlaine, significa tropeçar em sentimentos de grandeza entre a decadência mental e o vinho antigo dos sujos tabernos da França. Cada interlúdio é um sentimento diferente de melancolia ou raiva, com peças pesadas de Black Metal que vai aumentando o espírito do álbum, nos levando desde a Idade Média a atual situação contemporânea, Peste Noire nesse trabalho resume toda infâmia e ‘delicadeza’ num trabalho que sim, pode ser considerado a frente do seu tempo.
Item já esgotado e raro

Recomendação: Nuit Noire, Woods of Infinity, Lugubrum, Goatmoon, Akitsa e Sacrificia Mortuorum

Peso 0.600 kg